Logotipo Abrap

Associação Brasileira de Prefeituras

Notícias na Abrap

Justiça bloqueia R$ 9 milhões de planos de aposentadoria de Lula

Justiça bloqueia R$ 9 milhões de planos de aposentadoria de Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve R$ 9 milhões bloqueados de duas contas de previdência privada (Ueslei Marcelino/Reuters)

Bloqueio foi feito pela BrasilPrev, do Banco do Brasil, a pedido do juiz Sergio Moro, em razão de condenação do petista por corrupção e lavagem de dinheiro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sofreu um novo bloqueio de bens nesta quinta-feira. A BrasilPrev, do Banco do Brasil, comunicou ao juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, que foram confiscados R$ 9 milhões de dois planos de aposentadoria do petista.

Segundo a BrasilPrev, foram bloqueados R$ 7,2 milhões de um plano de previdência empresarial da LILS Palestras, Eventos e Publicações Ltda, empresa que organiza e recebe pelas palestras de Lula – o plano, que teve um único aporte, em julho de 2014, é aberto à adesão de seus empregados. O restante do valor, R$ 1,8 milhão, é referente a um plano de previdência particular em nome do ex-presidente.

Esses bloqueios não significam que o dinheiro irá imediatamente para uma conta judicial, mas apenas que não poderão ser sacados pelo ex-presidente até a sentença transitar em julgado – ou seja, quando não houver mais possibilidade de recurso.

Também por decisão de Moro, o Banco Central havia bloqueado na quarta-feira um total de R$ 606.727 pertencentes a Lula. A informação foi antecipada pela coluna Radar On-Line. O dinheiro estava depositado em quatro contas bancárias do ex-presidente: R$ 397.636 no Banco do Brasil, R$ 123.831 na Caixa Econômica Federal, R$ 63.702 no Bradesco e R$ 21.557 no Itaú. Também foram confiscados três imóveis, localizados em São Bernardo do Campo, um terreno e dois automóveis.

Fonte: http://veja.abril.com.br