Logotipo Abrap

Associação Brasileira de Prefeituras

Notícias na Abrap

Os impactos da eleição de Donald Trump serão debatidos na quinta-feira

Os impactos da eleição de Donald Trump serão debatidos na quinta-feira

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) realiza na quinta-feira (8), a partir das 10h, audiência pública sobre os impactos para o Brasil e o mundo da eleição de Donald Trump à Presidência dos Estados Unidos, cargo que assumirá em 20 de janeiro de 2017.

Foram convidados para discutir o tema Rubens Barbosa, ex-embaixador do Brasil em Washington entre 1999 e 2004 e hoje presidente do Conselho de Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp); e Gunther Rudzit, professor de Relações Internacionais das Faculdades Rio Branco.

A audiência foi solicitada pelo presidente da CRE, senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). Ele argumenta, na justificativa do requerimento, que a eleição do republicano a princípio traz 'incertezas' para o cenário internacional, o que é extremamente relevante devido à importância que têm os Estados Unidos em todo o mundo.

Como a audiência é interativa, os internautas poderão participar com perguntas e comentários por meio do portal e-Cidadania ou do Alô Senado (0800 612211).

Pauta de votações

Após a audiência, os senadores votarão a Convenção sobre a Cobrança Internacional de Alimentos para Crianças e Outros Membros da Família, concluída em Haia (Holanda) em 2007 com a participação do Brasil. Também poderá ser avaliado o tratado assinado entre Brasil e Bélgica sobre Auxílio Jurídico Mútuo em Matérias Penais.

Consta ainda da pauta o relatório do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) sobre a política externa do governo, principalmente no que se refere à conquista de novos mercados, assistência a brasileiros no exterior e a estrutura administrativa do Itamaraty fora do país. Essa foi a política pública que a CRE escolheu para análise em 2016. A Resolução 44/2013 ampliou a abrangência da atuação do Senado, encarregando as comissões permanentes da análise anual de políticas públicas de sua área de atuação.

O relatório traz recomendações sobre a reforma da carreira diplomática; treinamentos; integralização de cotas em organismos internacionais e Ministério das Relações Exteriores; criação de marco legal de cooperação; assistência consular; alocação de infraestrutura diplomática e transparência.

Fonte: Agência Senado